07/06/2018

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Conselho Regional de Enfermagem do Tocantins através de ações

O Conselho Regional de Enfermagem do Tocantins através de ações de fiscalização realizadas no Hospital Infantil Público de Palmas conquistou a autorização para contratação de 18 novos Técnicos de Enfermagem para a unidade hospitalar.

Dentre as inconformidades constatadas pela Enfermeira fiscal Dra. Elisângela Aparecida Gonçalves Fraga durante as visitas estavam o dimensionamento de profissionais de enfermagem contraditório aos documentos entregues ao Coren TO, inadequação dos equipamentos de proteção individual para os profissionais que trabalham na CME, ausência do prontuário do paciente no posto de enfermagem impossibilitando a administração dos medicamentos, dentre outros apontamentos.

Após a averiguação realizada pelo Conselho, o relatório foi encaminhado ao Ministério Público onde iniciou-se as negociações com a Direção Geral e de Enfermagem do HIPP, Secretaria de Estado da Saúde, com a Enfermeira fiscal do Coren TO e a Promotora de Justiça Dra. Maria Rosely Almeida Pery.

Na ocasião foram abordadas as inadequações constatadas e deliberado o prazo para regularização das mesmas, desta forma ficou acordado o prazo de 30 dias para regularização das pendências que dentre estas está à contratação de pessoal de enfermagem a fim de oferecer uma assistência segura aos usuários do serviço de saúde, bem como oferecer melhores condições de trabalho aos profissionais lotados na unidade hospitalar.

Esta é uma de muitas das ações realizadas pelo Coren-TO, fruto do trabalho da equipe de fiscalização, dos conselheiros e dos demais funcionários que se empenham para desenvolver a atividade finalística desta instituição que é fiscalizar o exercício profissional da Enfermagem, primando pela conduta ética, garantindo que a assistência à sociedade seja de qualidade.

Reiteramos nossa estima aos profissionais de enfermagem do HIPP que tiveram importante papel neste avanço. Salientamos que o Coren-TO vem lutando a favor dos profissionais de enfermagem para melhoria nas condições de trabalho junto às instituições de saúde.

Aproveitando o ensejo, reprovamos a conduta de instituições que vem utilizando das conquistas alcançadas pelo Conselho para autopromoção.